domingo, 3 de novembro de 2013

Parte 94° Um amante berbere, um homem arabe para chamar de seu -Fri & Addi - O Barco e o Amor




Protected by Copyscape Duplicate Content Penalty Protection




Protected by Copyscape Duplicate Content Penalty Protection The page s contents of this blog are protected - All rights reserved Todos os direitos reservados, proibido a copia! Do not copy.
Creative Commons License
http://amandonoegitolovinganegyptianii.blogspot.com/ by Fri Krupp is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.




http://slatkica.rentabo.com/rentabo/files/photos/680x440_fit_luxus_2643_0_1370433939_azimut52_16.jpg
fotos desse site:  slatkica.rentabo.com











Marrocos




Enquanto a gente seguia naquele barco suas mãos seguravam a minha, como uma concha as suas duas mãos mantinham a minha mão presa - eu sentia seu calor, um calor que traduzo como amor e proteção, suas atitudes falavam e eu sabia entender.

Queria me fazer sentir segura, por isso mantinha minha mão assim naquele aconchego e calor de suas mãos. Eu disfarçava a minha ansiedade, queria muito saber o que viria naquele dia...porém, eu disfarçava também o que me vinha na cabeça algumas vezes naquela dia - eu queria ficar livre de qualquer coisa desgostosa naquele momento, mas acabei me deixando pegar pelas lembranças da Turquia.

Lembranças que chegavam com poder destruidor da kriptonita- me enfraqueciam... elas cutucavam minha cabeça,  bailavam na minha visão interior, ridicularizavam minhas defesas; as lembranças do que vivi com a megera adolescente  na Turquia, e o acidente que o deixou tão machucado e que quase me levou a loucura.

Por que tudo aquilo começou a bater com forca na minha cabeça, não sei, não conseguia afastar os pensamentos. estava vivendo um dia lindo ao lado dele, estava sendo amada e desejada como sempre desejei, por que não ser feliz apenas?






-Fri, what are you thinking? Are you worried about something?
(- Fri, o que está pensando? Está preocupada com alguma coisa?)

-Oh! I'm fine, it's nothing, do not worry..well, in true it s because the balance of the boat that sometimes makes me sick, but is ok..
(-Oh! estou bem, não é nada, não se preocupe, apenas o balanço do barco sempre me faz mal quando não estou muito bem.)

O balanço do barco ou o balanço dos últimos acontecimentos?  
Claro que era a segunda pergunta! 


-My love, do not worry soon we will reach the Yacht and sail a little, you'll like it.
-Meu amor, não se preocupe logo alcançaremos a lancha e vamos passear um pouco, você vai gostar.

Aproveitando o momento que ele conversava com o homem que nos acompanhava dei uma olhada na direção que ele apontou que iríamos alcançar a lancha e já podia vê-la.
Que lancha! Devia ter uns 7 metros, robusta, desenho futurístico, gostei muito!

Para me distrair comecei a conversar com ele sobre a lancha.

Perguntei quanto custava uma usada e como se devia fazer as coisas se quiséssemos comprar uma - pura curiosidade, eu nao iria comprar, mas fazia perguntas de alguem bastante interessado - será que eu estava maluca? acho que queria apenas me distrair com algo que nao fosse sério.

No final acabei sabendo que para se comprar uma lancha usada devemos ter os mesmos cuidados que temos quando queremos comprar um carro usado.
Muitas coisas me foram passadas, descobri que como no caso dos carros, devemos levar alguém conosco - alguém que tenha conhecimento e que possamos confiar.
 Ex: para verificar a eletricidade .
Estar acompanhado de eletricista ou alguém de sua confiança ajuda na compra, provar a lancha para ver se ela navega como dizem.
Esqueci de perguntar a ele sobre os "Brokers", como eram no Marrocos, mas devem ser iguais como no Brasil e nos outros países. Brokers agem como se fossem um corretor.

Para eu não gastar muito tempo explicando o que é Broker, deixo aqui um link, não li se está bem explicado, mas, mesmo que a Wikipédia seja feito pelas pessoas e sujeita a erros, sempre uma parte é verdadeira ;)
(http://pt.wikipedia.org/wiki/Broker).
Talvez esse outro link seja melhor (http://www.mercado-forex.com/o-que-e-um-broker.html).













Estávamos já aparelhados com a lancha e um outro empregado alegre já acenava e falava com o Addi com uma alegria que ele não fazia questão de disfarçar.
Eu já estava dentro e sai um pouco de perto deles, sabia que iriam agora conversar em beber ou árabe e eu estava curiosa para ver a lancha por dentro.

O Luxo sempre me deixava implicante, mesmo que o Addi não era rico as custas do sofrimento alheio, mesmo que ele usasse a riqueza para ajudar os que precisavam ou mesmo para lutar contra o sistema injusto e cruel, riqueza sempre me queimava o coração e o preenchia com uma certa culpa.
 Por que culpa? afinal nao fui eu que criei todo o mal e injustica nesse mundo.

Nao sei explicar, algo maior dentro de mim resistia a qualquer padrão ou oferta do sistema, mesmo que se apresentassem como os melhores, os mais sofisticados, selecionados, perfeitos - o que fosse.

 Eu não admitia ser rica pois a riqueza para mim sempre declara que em algum lugar alguém ou alguns definhara para que o luxo e o poder para outro alguém possa lhes encher de gozo e prazer, afinal com o luxo e muita riqueza consequentemente se compra tudo, se tem poder - e o poder transforma as pessoas em máquinas, em monstros...ele não era assim, eu sabia, mas me incomodava usufruir de muita riqueza.

Tolices minhas, eu sei...com certeza muitas das minhas amigas, se tivessem estado em meu lugar não teriam hesitado um só minuto para usufruir de tudo possível.
Mas, se ele tivesse percebido que eu teria agido diferente não teria ficado comigo - pois o que agradava nele era exatamente a minha aversão a facilidade do ter tudo atraves do poder ou da riqueza.

Meu jeito de recusar as ofertas do sistema...ofertas que muitos não hesitam em aceitar e, as vezes passam por cima de valores e sentimentos mais nobres, para poder aproveitar tudo que o poder oferece.

Sentei-me um pouco para poder me entender e não começar a ser muito dura comigo mesmo, também tentando me controlar para não agir diferente com ele... afinal ele não tinha culpa de como meus sentimentos oscilavam diante de certas situações.

Continuo esses dias...to cansada..até amanha

Continua....





sábado, 5 de outubro de 2013

Parte 93° Um amante berbere, um homem arabe para chamar de seu -Fri & Addi - "O Barco"





Protected by Copyscape Duplicate Content Penalty Protection



Protected by Copyscape Duplicate Content Penalty Protection The page s contents of this blog are protected - All rights reserved Todos os direitos reservados, proibido a copia! Do not copy.
Creative Commons License
http://amandonoegitolovinganegyptianii.blogspot.com/ by Fri Krupp is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.


Atoll 43 - Dufour (1999)
theglobesailor.com

Hoje vou começar a escrever a postagem 93°...não sei quando vou terminá-la. Mas, vou tentar pelo menos fazer essa postagem 93 esse mês.
 
http://www.theglobesailor.com/doc/charter/boat/2747/photo/meander-40-35058_210x170.jpg
foto retirada do site:  theglobesailor.com


Marrocos - Fri e Addi
                                          O Barco

Ele me estendeu a mão - Fri, give me your hand - ( Fri, me dá sua mão) - claro que eu dei e a segurei com firmeza, apertando seus dedos tao fortemente quanto eu pude.

Mas, devo contar uma coisa a vocês...lembro-me, com clareza de detalhes, de alguns momentos que brincamos de mostrar poder - acho que muitos casais vivenciam sempre esses momentos de libertar suas "partes-crianças", eu e Addi muitas vezes nos vimos tomados por nossas crianças internas, famintas por liberdade - e nessas horas brincávamos muito - livremente dentro de nossa  infância reanimada, encarnada em nossas corpos adultos.

A nossa infância que nunca morre, apenas finge dormir - nós a libertamos sem dar importância se iríamos parecer infantis, dementes, perdidos, loucos ou qualquer outra impressão que outras pessoas pudessem ter sobre nossas atitudes.

Pois, nessas "horas de jardim de infância" ele quase sempre me tentou mostrar a "forca" que eu tinha, minha grande forca e poderosa...a minha fraca forca.

Eu tentava ser a poderosa, como também, muitas vezes tentei derrubá-lo, bater aqui ou ali e ele sempre se esquivava - e se eu apertasse-lhe os dedos, ou desse-lhe uns beliscões -  sempre, sempre mesmo,  tudo que consegui foi vê-lo rindo de minha "forca" - ops... minha fraqueza na verdade.

Pois confesso - não tenho muita forca para apertar, torcer, ou mover as coisas e muito menos as pessoas, até para abrir potes de vidros, quando cozinho, é um sufoco...refrigerante - vixi!
Pior é abrir vinho, levo um ano sofrendo...e não abro! Champagne eu abro depois de padecer e transpirar muito, quando digo muito é muito mesmo.

Portanto, se naquele momento eu apertava seus dedos com toda minha forca, ele sentiu apenas a pressão do meu medo, posso dizer com segurança que minha mais forte forca (apertão, pressão, beliscão) nada que eu fizesse poderia tê-lo machucado - na verdade minha mão ficava vermelha, roxa e doida - saber disso me deixava tranquila e sem medo de continuar a segurar sua mão firmemente.

Aquela mão que sempre esteve estendida e me convidando para sua proteção, carinho, afago.
Mão que sempre me trataram e cuidaram tão amorosamente!!! que saudade!

Estava tentando me equilibrar para andar por aquela areia molhada que era o chão que meus pés pisavam naquele momento - imagine a cena na sua cabeça - consegue?

Posso dizer que era uma base nada firme - e com o meu medo de cair na primeira onda que chegasse, tentava firmar os pés tanto que meu calcanhar já reclamava.
Ué, e por que esse medo?

 Acho que quando estamos com o homem que amamos gostamos até de cair, cair nos braços deles, ou cair e deixar que eles nos acudam e nos segurem. Mas, não estávamos sozinhos, havia o empregado indo com a gente e eu não queria fazer cena ou ceninha para outro homem que não fosse para ele.

E por isso, não queria de jeito nenhum andar desajeitadamente pela areia - mas com a forca da água me puxando comecei a me preocupar e, já conseguia me ver caindo pro lado e se tivesse sorte não chegaria nem a engolir agua, pois ele, hábil do jeito que era, iria com certeza me segurar.

Mas, enquanto eu pudesse tentaria me equilibrar até onde eu pudesse.
Embora eu estivesse extremamente cautelosa,  a minha tentativa de andar elegantemente até alcançar o barco naufragou antes mesmo que eu saísse da parte rasa - pois sorrateiramente, uma ondinha, daquelas bem pequena mas muito invejosa, chegou me dando uma rasteira...sim, claro que se não fosse o Addi me segurando eu teria mesmo ido para baixo, me esparramado pro lado.

A cena se completaria com uma das minhas mãos ainda presa nas mãos dele, engolindo um pouco d´agua - e mais...pensando na outra pessoa que nos olhava e eu nem mesmo intimidade tinha.
E com certeza meu medo pelo mar iria aumentar.

Sim, isso mesmo, medo do mar...eu amo a praia, o mar, mas como tive um acidente na infância, sinto um medo que não sei como parar...sempre tenho sonhos com ondas gigantes tomando o mundo, apenas eu consigo passar porque um muro aparece e uma passagem se abre me oferecendo protecao e caminho...mas as aguas ficam tão gigantes e escuras, que eu não consigo explicar todo o resto do sonho que se repete até hoje.

Rapidamente ele decidiu que não me deixaria mais passar por aquela situação, me tomou nos braços e andando com segurança, naquela areia molenga e com as forcas das ondas invejosas, me levou pra segurança do primeiro barco.
Oh! a cena que eu não queria viver perto daquele outro homem estava acontecendo, eu não conseguia acreditar que tinha que passar por isso...baixinho, quase sussurrando pedi a ele (em inglês) que me colocasse no chão.

_Addi, please darling, put me back on the floor, I want to get going until the boat. 
(Addi, por favor querido, me coloca de volta no chão, eu quero ir andando até o barco ..)

Ele sorriu mostrando aqueles lindos dentes brancos, com ar de quem vai rir me deu uma piscada com seu olho esverdeado (ele tinha olhos de cores diferentes), e disse:
-
 I can not put you to floor Fri. First because I like to carry you ( opened a sweet and wonderful smile to me) and other thing the water is almost covering me and I have more than 2 meters ....Let me take you to boot and you will not wet your clothes.
( Eu não posso colocá-lo de volta no chão Fri. Primeiro porque eu gosto de te carregar (me olhando pelo canto de um dos olhos, sorriu-me,  um sorriso doce e maravilhoso) e outra coisa, a água está quase me cobrindo e eu tenho mais de 2 metros .... Deixe-me levá-la até o barco e você não vai molhar suas roupas)

Não dava para discutir, afinal minha estatura não me ajudaria naquela situação.... e ficar engolindo agua ou nadar com aquelas roupas seria mais deselegante do que deixar ele me carregar e eu fazer ceninha perto de outro homem.

Então fechei meus olhos, me concentrei naquele conforto, estar nos braços daquele homem era um conforto sem palavras, um conforto aconchegante e precioso...na verdade, era uma felicidade que eu não sabia controlar..
E por não saber controlar, ou  talvez porque eu não quis controlar...me entreguei, me deixei languida e totalmente entregue em seus braços - meu peso em seus braços deve ter sido sentido por ele..deve ter percebido que eu aceitei, que simplesmente desfaleci naquela entrega tao fácil de fazer.

Meus olhos fechados, o balanco do seu andar dentro do mar, envolvendo meu corpo numa sensação tão boa que juro, poderia continuar assim, dava um prazer tao simples, mas tao bom, tao bom que nao sei descrever.

Meus olhos olhando o sol, ainda que estavam fechados, eu sentia o calor e a luz do sol sobre eles - aos poucos de tanto olhar pareciam que eu estava a olhar uma bola vermelha e quente...apertava-os bem e eles voltavam a ver a luz branca amarelada do sol...

O frescor do vento marítimo dava um prazer danado na minha pele, eu aspirei aquele ar do mar, aquele ar daquele momento era todo especial...minha alma se soltou...voou, voou...completamente presa nos seus braços minha alma voou.. eu estava tão longe e tão dentro dele...estava dentro porque tava fora, estava fora porque estava dentro...não sabia, mas não importava, aquela sensação não precisava ser entendida, apenas sentida...

Me entregar em seus bracos me fazia ir pra longe do que eu era..do que eu estava sabendo que eu era, ou que eu pensei que eu era...ou o que eu estava SENDO.
Enfim, era como se eu entrasse dentro dele, pertencesse somente a ele...eu estava cada vez mais indo pra dentro daqueles bracos...minha pele entrava na pele dele, meus ossos nos ossos dele, meu sangue no sangue dele...eu era ele!

O ventinho fresco me lambia a pele...meu sentido olfativo exagerado captou o cheiro daquele ar fresco, meu paladar trouxe para dentro da minha boca seu sabor da boca do Addi...
Queria que ele sentisse que eu queria seus beijos...naquele momento ser beijada enquanto ele me levava pra um barquinho logo ali....

O contato da minha pele com sua pele me transportava para uma outra atmosfera...as vezes esse contato era um pouco perigoso, eu deixava de perceber que outras e outros estavam perto da gente.
E naquele momento quase me perdi...

O homem falou algo para ele...foi o momento que quebrou o encanto daquela linda e inesquecível sensação - soltei um suspiro e abri meus olhos...o que vi foram seus olhos que me fitavam...era como se estivessem escaneando meus olhos, minha mente, fazendo a leitura dos meus sentimentos.

Sentimentos que por poucos minutos, pensei que estavam codificados dentro dos meus sentimentos, pensamentos e emoções...
Estavam presos dentro dos meus olhos bem fechados - olhos fechados as vezes parece tela de cinema - a gente os fecha e comecam a aparecer imagens maravilhosas, depende do que queremos ver.

E mesmo que eu estive dentro daquela projetor secreto que eram meus olhos -  do meu teatro ou cinema particular, ele conseguiu acessar - conseguiu decodificar, sabia o que eu sentia - percebi que ele sabia e corei.

Mas, tentei pensar em como agir, nao podia fingir que nao percebi que ele percebeu que eu o desejava, que me sentia deliciosamente bem em seus bracos ou abracos, seus beijos ou toques...seu cheiro ou sabor.
Por isso retribuir o olhar dele com meus olhos sorridentes - com sorrisos nítidos escancarei minha alma, quase como se respondesse sem palavras que Sim, ele estava certo, era isso mesmo...

Fiquei  tão explícita...a claridade do que eu sentia era mesmo exata e lógica, dava o resultado do que ele mesmo iniciou - se eu reagia daquela maneira era porque foi ele que me ofereceu a chance de sentir alguma coisa que desenvolvesse aquele saborosa emocao e reacao.

E depois pensei comigo mesma, não precisava guardar segredo do que ele mesmo fez nascer dentro de mim - todos aqueles sentimentos ou desejos que eu sentia naquele dia ou em outros, foi ele quem me deu a chance de tê-los; com seu carinho, sua atenção, foi com seu charme, sua beleza (que não dava para dizer que ele não tinha e isso me assustava muito) com seu jeito simples de ser, sua juventude (que as vezes eu esquecia, pois ele agia apenas como homem e me levava a agir como mulher - sem chances para lembrar da idade), todo seu ser especial que me deixava simplesmente tão bem...tudo por causa dele.

Eu apertei os lábios enqto o olhava com carinho, meus olhos presos nos deles que fitavam o barco próximo.
Me senti tão cheia de atração, tão envolvida...queria beijá-lo tanto, dizer tantas coisas..queria acariciá-lo e pedir que me ensinasse a ser assim todo os dias.

Chegamos ao barco e ele me avisou que eu deveria me segurar quando ele me colocasse no barco, para que não caísse. O celular dele tocou e ele o atendeu...fazia tantas coisas ao mesmo tempo.
Falava ao telefone, me ajeitava no barco, pegava alguma outra coisa no barco, acenava pro homem que nos acompanhava...cansei de tentar entender aquele monte de ações.

Me sentei quietinha e esperei que ele sossegasse e respirasse calmamente perto de mim.

Mas ele não entrou no barco, beijou os dedos e enviou seus beijos para mim...se afastou um pouco e ficou parado na água conversando...parecia preocupado, aquele telefonema poderia estragar nosso passeio - pensei.

Mas, logo ele parou de conversar e veio para meu lado...decidi não perguntar imediatamente se algo tinha acontecido, fosse o que fosse eu nunca poderia ajudar, ele sempre resolvia tudo, o que eu poderia fazer e estar ao lado dele, deixando-o confortável e calmo...

O barco sacolejava enquanto todos nós nos acomodávamos...senti o homem remando e o barco movendo para outra direção...estávamos indo, para onde eu não sabia...

Continua ......

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Um minuto e meio, Aposta Máxima (runner, runner), Sem Tempo, Séries inglesa: Downton Abbey, Orphan Black


Aposta Máxima (runner runner)


Publicado em 20/06/2013
         
http://www.loucosporfilmes.net/

Não vou colocar nada sobre o filme, pois quero que vocês assistam...e eu tbem

Depois voltarei a comentar...até lá.




http://www.youtube.com/watch?v=IuXYLvui1Hk


Enviado em 16/10/2011
         



Para mais informações sobre este e outros filmes vá a http://bit.ly/qiTSFJ


Filme:Um minuto e meio,  Séries inglesa: Downton Abbey, Orphan Black






   Silvana Silveira
       


Baseado em história de Richard Lupoff, a partir de um curta-metragem de 1990 (''12:01'',
 de Hillary Ripp e Jonathan Heap, indicados ao Oscar), este drama feito
 para TV é do mesmo ano de ''Feitiço do Tempo'' e apresenta situação
semelhante. Um raio cai na casa de um Rapaz, ele leva um choque na
tomada e passa a viver seus dias sempre se repetindo. É quando tenta
evitar o assassinato de uma jovem que trabalha justamente em pesquisas
de desvio do tempo.



Assistir Downton Abbey 3 Temporada Dublado e Legendado



Nesta série eles, como outros em outras séries precisam passar a imagem
que o homosexualismo era já desde aquela epoca visto como normal. Sim,
alguns sim viam, mas a maioria tinha o preconceito q o próprio sistema
criou entre todos da massa, mas imagina eles colocam isso em filmes e
series de epoca como se fosse naturalmente encarado naquela epoca- a
quem eles querem enganar.

Mas, não se espantem, isso vai acontecer em todas as séries, e eu
acharia válido se eles mostrassem o homossexualismo como de verdade é, e
 não essa caricatura que fazem - na maioria das vezes, mostram gays
travesti, ou afeminados espalhafatosos como na série Orphan Black - pq
não mostram aqueles, que são homossexuais, assim como héteros são,, pessoas normais - os que
são discretos, que não querem estar 24 horas mostrando que são gays, se rotulando, mostrando uma característica para poder ser identificado mas
sim que são humanos como todos nós e vivem suas vidas na sociedade sem
perturbar e sem ser perturbados??? Gente, eu não estou defendendo o movimento gay que está por ai...eu estou defendendo gays, cidadãos comuns; como qualquer um de nós, pessoas que desejam ser apenas uma pessoa normal na sociedade com direitos e deveres. Um Ser Humano, como qualquer outro....

Muitas séries estao mostrando muitas coisas, algumas são do submundo e
outras nao, mas nao sao coisas dignas de encorajarem as pessoas a
seguirem ou aceitarem como normais ex: prostituição, esperteza,
malandragem, pedofilia etc...algumas vezes sutilmente, outras vezes
descaradamente

Ligue seu filtro mental sempre que assistir qualquer coisa, sempre há
mensagens e sugestao comportamentais e de outras ordens psíquicas que
podem acabar com seu intelecto.


http://www.seriesvideobb.com/2012/09/assistir-downton-abbey-3-temporada.html



Orphan Black
















Na história, Sarah (Tatiana Maslany), uma órfã que foi criada nas ruas, testemunha o suicídio de uma mulher
 muito parecida com ela. Ela assume a identidade da mulher, uma detetive
 da polícia que atuava no departamento de assuntos internos. Vivendo sua
 vida, Sarah descobre que ela e a falecida são, na verdade, clones que
um assassino profissional está determinado a eliminar.

 http://www.videobbseries.net/series-iniciadas-com-a-letra-o/orphan-black.html


To chegando....

Então amigas...ando sem tempo...sem tempo mesmo, mesmo, mesmo... Mas, sem ser esse final de semana, um desses que vier no mês de Outubro, vou tentar fazer uma postagem, qualquer uma que seja, para não deixar meu blog mofando hehehe Espero que todas estejam bem...maravilhosamente bem! Vou deixar vocês ouvindo as músicas, que fazem parte da minha vida, ou que me lembram alguma coisa importante e outras que me lembram do Addi, até que eu possa fazer umas postagens...cada semana colocarei algumas músicas.... Abraços Fri

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Atualizada Parte 92° Um amante berbere, um homem arabe para chamar de seu -Fri & Addi


 http://1.bp.blogspot.com/-4PzudoSY96A/T9nZOpPHXjI/AAAAAAAAE6Y/S4PrcmbUBrk/s1600/fri-005.jpg

 O Charmoso e sensual Neil Diamon

Queridas amigas, como estão todas vocês, espero que todas indo bem!

Queria pedir a vocês um minuto antes de continuarem a ler meu post.
Assistam esse vídeo com Neil Diamon cantando "Sweet Caroline" - apreciem a música, o charme e a sensualidade desse homem.
Prestem atenção na expressão dos olhos e do corpo...e essa magnifica voz masculina.
Hoje em dia quase não encontramos mais homens que consigam transmitir sensualidade (alias hoje em dia eles confundem sensualidade, erotismo, vulgaridade, obscenidade, libertinagem e promiscuidade; não sabem mais o que é o que).
Para aquelas mulheres que ainda possuem a riqueza e a sorte de ter conhecido esse tempo; em que os cantores realmente cantavam, que homens ainda eram homens e mantinham seus traços masculinos com a beleza e o charme que o sexo e a energia masculina permitia.
Por causa de várias manipulações e deformações: de comportamento, sentimentos e percepções (manipulações que envolvem tudo; genes, alimentação, medicamentos, agua, ar, comportamento, sugestões, etc etc). O Homem está sendo moldado para ser extinguido, mas poucos se dão conta da proporção desse perigo que ronda faminto o gênero masculino da nossa humanidade.
Sintam a emoção que ele canta - percebam a clareza dessa emoção!
Depois comecem a ler na parte debaixo!



Protected by Copyscape Duplicate Content Penalty Protection 
The page s contents of this blog are protected - All rights reserved
Todos os direitos reservados, proibido a copia! Do not copy.

Creative Commons License
http://amandonoegitolovinganegyptianii.blogspot.com/ by Fri Krupp is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.




Hoje eu vou começar a escrever a postagem 92°...
 
 Essa postagem vai exigir muito de mim - por isso vou escreve-la em partes, ou seja cada dia um pouco.
A cada vez que escrevo sobre o Addi meu coração se torna saudoso e choroso.
 Parece que se desfaz em pedaços pequeninos de dor e se incha com as lágrimas de minha enorme emoção. Não me faz mal, apenas exige de mim...eu sempre choro no meio das postagens que me remetem aos dias mais emocionantes que tivemos juntos.

Todos nossos dias foram emocionantes, não teve um só dia igual ao outro.
 Fico tão emocionada quando volto ao tempo, quando trago de volta todas as nossas horas juntos...parece que uma película automática começa a se repetir diante de mim, que minha mente se torna uma tela de tamanho infinito, assim como a gente tem ideia do tamanho do infinito

As vezes parece que vou ter um ataque cardíaco tamanha emoção que me torno nessas horas
Por isso que as vezes eu não consigo escrever muito ou escrever tudo de uma só vez.

A partir dessa postagem vou contar muitos episódios de nossos dias que desviaram a gente de nossa primordial intenção e desejos... vocês vão poder entender o final de tudo.
 Cuidado para não julgá-lo, a decisão que ele tomou depois de nossa separação não foi revanche, não foi  um ato mesquinho de vingança.

Por hoje para aqui, não sei se volto amanha ou depois, mas antes de retornar meu curso vou finalizar essa postagem e mais uma.
Obrigada por vossa atenção!
Fri






"-Fri...vamos embora, vamos viver com o que eu possa ganhar, trabalharei e com suor do rosto dia-a-dia, sol-a-sol proverei nosso sustento, farei o que for preciso para te provar que posso viver com você de qualquer maneira, rico ou pobre, o que me importa e estar contigo..."

Suas palavras ainda continuavam no meu coração... eram tão doces e românticas, me encheram de emoção. Por outro lado havia a minha voz interior me lembrando que um dia, ainda que ele me amasse muito, eu iria perder o brilho da pele, a beleza da juventude que ainda me restava naqueles dias seria completamente substituída por uma velhice faminta e eu não tinha certeza que queria destinar a ele tamanho fardo.

Enrolada naquele lençol com aquele homem eu podia me deixar embalar pelas emoções daquele momento - eterniza-los na minha mente ou ir em frente e aceitar o que quer que fosse acontecer no futuro que não sabíamos como seria.

Ele se abaixou pra podermos nos olhar bem dentro dos olhos - muitas vezes era obrigado a se curvar ou se abaixar devido a diferença de nossas estatura.
Mas fazia com tamanha graça de seu corpo masculino imenso...abaixado e eu em pé sentindo seus braços em torno de meu pequeno corpo.

Nos igualávamos na altura naquele momento inesquecível, mas nos sentimentos não estávamos igualados - ele com toda segurança e eu com toda minha já costumeira insegurança.

Ele pacientemente tentava me dar forcas para me livrar de sentimentos temerosos, que insistiam em não aceitar a coisa mais simples desse mundo - arriscar pelo verdadeiro amor.

Por experiência própria com os outros homens de origem muçulmana e árabe que tive contato antes dele, eu sabia que um homem como ele nunca ficaria com uma mulher como eu - ricos e bonitos podiam ter as mulheres que quisessem, não vão ficar na internet atrás de mulheres comuns.

Eu não me iludia a esse ponto...alias nunca me iludi, mesmo que Tarek e Mohamed não tinham dinheiro como Addi, a minha ilusão com eles foi do amor que eu tinha sede, fome e falta.

E é justamente essa falta nossa de ser amada assim completamente e que dá a esses homens muitas vantagens; eles usam as palavras de amor para nos pegar,  nos oferecem algum tempo com tanta atenção, nos acostumam a pensarmos que encontramos o príncipe encantado - até alcançarem seus objetivos.

Mesmo naquele tempo eu nunca pensei em homens muito ricos como Addi, nunca me iludi a isso, também conheci homens ricos e não era a riqueza de nenhum deles que me fazia deseja-los - portanto o meu medo não era de estar com ele porque ele era rico, mas sim por ele ser o homem que possuía tudo que o os padrões do sistema oferece todas as chances de sucesso com mulheres, negócios, amizades, com a vida em geral... e somando a isso sua idade.

Eu me iludi com esses outros homens antes dele pelo amor verdadeiro que sonhei (como todas nós mulheres sonhamos), e pensei que estava com eles...pois assim me fizeram crer.

E por ter sido tão ferida nos meus sentimentos eu não consegui aceitar o Addi como ele merecia.
Então foi muito difícil no começo para que eu acreditasse no seu amor...por tudo que sofri antes com eles, com Tarek...Mohamed (o tal religioso).

Sacrifiquei Addi e tirei da gente a chance de ter tido bons momentos desde o início - acho que seria mais certo dizer Momentos mais Felizes, pois bons momentos sempre tivemos, eu é que sempre o privei de ter desde o começo a mulher que ele buscou e desejou desde os seus 19 anos.

Naqueles dias que relato agora eu ainda não sabia que ele já me conhecia e planejou ficar comigo, quando ele ainda tinha 19 anos.

Eu temia no começo por mim, temia ser machucada e usada de novo...mas,  passando o tempo com ele fui percebendo que ele não era como os outros; sua beleza e seu dinheiro não o fazia exigir padrões e comportamentos que o sistema ditava como perfeito, ele era dirigido por sua alma linda e brilhante apenas.

Addi não precisava se cercar de belezas e futilidades do poder, do dinheiro para se sentir homem - comprar amor ou a beleza de alguém para exibir não era de seu caráter. 
Fui percebendo devagar tudo isso...a vivencia com ele foi me mostrando que se existisse um homem capaz de ficar com alguém fora dos padrões de beleza e social que conhecemos como "os aceitáveis e ideais" esse homem era ele.

Naquele dia eu tomei seu rosto e minhas mãos e disse:

_ você não desiste mesmo, não é Addi?

(-You don't give up, don't you?)

-Desistir de você Fri é desistir de viver - e quero viver muito ainda, quero viver contigo - só falta você também querer isso meu amor!

(Give up of you're giving up of the life - and I wanna live much further, I want live with you - you just need to want it too my love!)

Tomou minhas mãos e me pediu silencio por uns minutos, deveríamos primeiro olhar para a paisagem magnifica que se formava diante de nós...deixar nossos corações acalmarem-se para podermos falar de nossos sentimentos depois.

Me deixei ficar dentro dele, apertada pelo lençol que tinha que nos proteger do começo de vento que já insinuava trazer o frio noturno mais a frente.

Olhamos aquela paisagem, sentimos o que ela traduzia em emoção, ouvimos o que ela dizia sem palavras.
Nossos corações batiam em ritmo harmônico - ritmo de corações apaixonados, que temem se separar.

Ele me acariciava e isso não me deixou ser engolida novamente pela minha inseguranças de mulher que não conseguia se livrar de algumas maldiçoes dos padrões ditados pelo sistema.

E enquanto eu fitava a paisagem e sentia tudo aquilo com ele...ouvimos Nazira nos chamar.
Ela vinha segurando sua saia longa, pisando na areia fofa que não a deixava ter passos mais rápidos.

Ele me beijou com estalo e sorriu um sorriso tao feliz -depois se virou para falar com ela..
Falaram em árabe, mas percebi que ela trazia o telefone e roupas para ele.

Um pouco de ciúmes me bateu de saber que ela o tinha visto nu...mas não deixei esse pensamento me envenenar pois o comportamento dela para conosco sempre foi muito respeitador, sendo assim não me permitiu dar lugar a dúvidas sobre sua fidelidade e amizade para comigo também.
Ela me cumprimentou alegremente, parecia feliz de nos ver juntos.

Não pude deixar de me indagar: como ela conseguia ser nossa amiga daquele jeito - teve que vencer preconceitos ou sempre teve aquela mente maravilhosamente livre de certos preconceitos que a religião, culturas, divisão de classes e padrões nos dão?

Talvez porque sempre trabalhou para ele e para sua família absorveu o melhor de sua personalidade...na verdade a humildade e simplicidade do Addi contagiava a todos - mesmo os mais preconceituosos e arrogantes não podiam deixar de sucumbir diante de tamanha gentileza, simplicidade e humanidade daquele homem.
Eu tive prova disso - em nenhum momento deixei de sentir aquela generosa e amorosa alma sua.
Ele agradeceu e tomou o telefone de sua mão  - ainda me segurando com um braço em torno do meu corpo se ajeitou para falar ao celular...conversou com alguém em árabe - nao demorou muito a conversa e ele  entregou o celular a Nazira.

Ela me piscou um dos olhos em cumplicidade feminina e se foi com passos molengas pisando a areia fofa...seus cabelos fartos e negros como a noite recebiam as ultimas luzes do sol..

Nazira também era bonita e não parecia aperceber-se disso como eu via outras marroquinas fazendo.
O que ela sabia que eu não captei em sua mensagem - quando me piscou parecia dizer que torcia por alguma coisa que ela sabia ia acontecer?
Teriam eles conversado sobre mim?

Sozinhos de novo ele segurou meu rosto e fitou-me...eu esperei ele falar alguma coisa mas tudo que fez foi fechar os olhos dele por uns segundos - ao abri-los disse-me:

_Vamos passear agora, precisamos ficar a sós, preciso trazer de volta a Fri que sei que existe dentro de você...está magoada e insegura, mas eu sei que ela me ama.

Não tive tempo para fazer perguntas ou dizer um Não...vi que de nós se aproximou uma pessoa.
Era um dos berberes que trabalhava para ele.
Novamente dialogo em árabe ou dialeto bebere...
E Addi me disse:
-Vamos pegar esse pequeno barco com ele e vamos até onde você pode ver um outro barco maior parado no mar, consegue ver?

Sim, eu pude vê-lo...não sou muito apaixonada por barcos - gosto, acho alguns bonitos, mas não me atrai muito.
E ele colocou o short e depois me ofereceu uma jaqueta para me proteger do frio que o alto mar poderia me dar...

E fomos entrando na agua, molhando nossos pés e aquecendo nossos corações excitados que não viam a hora de ficarem a sós e bater um Bum Bum Bum em ritmo compassado.

Essa postagem eu paro aqui...

Continua na postagem 93°...



domingo, 30 de junho de 2013

Passeando por Köln (Colônia) Catedral, Pantanal, Museu - Alemanha - Parte 1°



Oi Amigas! Eu não tive tempo ainda de terminar a postagem sobre Addi e Fri, mas...vou fazer umas postagens sobre a minha ida a Colônia - Alemanha. É uma cidade linda, cheia de turista...a Catedral deles, muito antiga está bastante suja, mas eles começaram a limpeza; deve estar custando uma fortuna, afinal precisam usar produtos que não corroam as pedras antigas. No decorrer das Postagens vou contando sobre a cidade. Adorei!
 Ich liebe Köln!
 ;)   Amo Colônia!

Bom, não sei como é morar por lá, dizem que é muito bom, que as pessoas são mais soltas, alegres e amam carnaval. Eu nao suporto carnaval!Mas, o carnaval daqui não é indecente e decadente como o do Brasil, que rola nudez, drogas, sexo e td mais, aqui e como no tempo de Viena - fantasias mesmo, mascaras, e desfile como gente e não animais no cio, bêbados, drogados.)

 Um amigo alemão e sua namorada estavam comigo e foram me contando as coisas da cidade.

Possui muitos Sushis por lá (restaurantes japoneses), coisa rara - já que a Alemanha possui um numero muito grande de imigrantes vietnamitas.

Fomos no restaurante Brasileiro chamado Pantanal, confesso que não fomos bem recebidos.
As pessoas que nos atenderam, pareciam portugueses e brasileiros - eram bastante arrogantes.
Mas, contarei mais a frente.

Depois de recepção fria no restaurante brasileiro em Colônia decidimos ir comer num restaurante que oferecia pratos texanos. Fomos muito bem tratados!

Vou falar uma coisa a vocês - brasileiros que vivem aqui não Europa não são unidos - acho que já comentei muito sobre isso em postagens antigas - não podemos confiar em nenhum deles completamente,  pois sempre que você tenta acaba se desapontando e saindo machucada.

Claro que deve ter aqueles, que como eu pensam e agem diferente, mas esses ficam isolados; assim como eu fico - e se se misturar vai ser usada, enganada e ludibriada.

Não estou exagerando...
Vivo aqui mais de 18 anos...nos primeiros anos aqui e até hoje vejo sempre a mesma coisa acontecendo...antes pensava que eu era o problema; já que exijo amizade verdadeira e sincera, porém...com o tempo, vi que não - o problema acontece com outros brasileiros incautos, que como eu tentam fazer amizades com brasileiros e acabam chamuscados.
 Mas, outro fato triste é que portugueses que vivem por aqui, alguns deles infelizmente, são também bastante arrogantes. Eu prefiro manter amizades com alemães...me machucam menos que os meus (brasileiros e portugueses).
 Esse é o restaurantes brasileiro em Colônia, do qual comentei sobre a arrogância dos que nos atenderam.

 Os pedalinhos estavam vazios..não entendi por que, afinal estava um calor danado - acho que foram os único dias de verão mesmo que tivemos esse ano aqui na Alemanha. Daí me aproximei pela frente para ver o preço - Um absurdo! 3 € para pedalar dentro dos limites e 5€ quem quisesse ir além...dai entendi porque ninguém estava indo...Você vê que o homem que trabalhava lá,  estava bem sentado e tranquilo com a situação
 Esse Prédio é do Hotel...ai esqueci o nome - depois lembro e escrevo em outras postagens.
É um prédio lindo, pois nas janelas de vidro está refletido (pintura) a igreja e outras partes de Colonia.
Consegue ver a imagem dentro dele? De perto é mais legal!

 Andávamos nesse parquinho e os patinhos iam nos seguindo, na certa esperavam por pães, mas não dou pães a pássaros, pombos ou marrecos, pois pães fermentam no estômago deles e não são saudáveis pros animais.

 Os prédios de Köln - vários deles me fizeram rir, olha esse aqui com olhinhos, clica na imagem para ver melhor....não é uma gracinha? O que significam, não sei ainda, preciso conversar com meus amigos e perguntar porque isso.
 Dom (catedral) HBF .Hauptbahnhof...estação  central de trens  Nord - Süd (direcao Norte e Sul)
Rudolfplatz - Praca Rudolf - Friesenplatz é aquela parte do Hotel que mostrei
 Olá Colônia!
 Esse prédio tem no alto de sua fachada todos os símbolos do horóscopo
 O sol fica no centro e os signos ao redor dele, aqui ao lado está leão e gêmeos, e outro lado do sol estava capricórnio - o meu signo
 Este prédio a porta está um vestido . cheguei perto e vi que se trata de uma loja, um estúdio, alguma coisa ligada a moda, costura, etc...


 aqui o antigo e o moderno se entendem bem ;)
 Atrás vemos um Museu
Aqui uma parte da imensa e antiga Catedral de Colônia - arquitetura cheia de detalhes...o que gostei e que não está cheio de esculturas e caras de demônios (mesmo que eu não acredito neles, acho feio esse tipo de coisa, nem mesmo de esculturas de anjos gosto, mas é menos feio que as do diabinhos), como vemos em muitas catedrais...pelo menos não os vi, se possuem eu não os achei...

Bom, até a próxima postagem sobre Colônia - Alemanha

sábado, 22 de junho de 2013

Postagem 92 de Um amante Berbere para chamar de seu, um amante arabe está sendo escrita - até la



Um sultão sonhou que havia perdido todos os dentes. Logo que despertou, mandou chamar um adivinho para que interpretasse seu sonho.
- Que desgraça, senhor! Exclamou o adivinho. Cada dente caído representa a perda de um parente de vossa majestade.
- Mas que insolente – gritou o sultão, enfurecido. Como te atreves a dizer-me semelhante coisa? Fora daqui!
Chamou os guardas e ordenou que lhe dessem cem açoites. Mandou que trouxessem outro adivinho e lhe contou sobre o sonho.
Este, após ouvir o sultão com atenção, disse-lhe:
- Excelso senhor! Grande felicidade vos esta reservada. O sonho significa que haveis de sobreviver a todos os vossos parentes.
A fisionomia do sultão iluminou-se num sorriso, e ele mandou dar cem moedas de ouro ao segundo adivinho. E quando este saía do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado:
- Não é possível! A interpretação que você fez foi a mesma que o seu colega havia feito. Não entendo porque ao primeiro ele pagou com cem açoites e a você com cem moedas de ouro.
- Lembra-te meu amigo – respondeu o adivinho – que tudo depende da maneira de dizer…

 http://pontoderecarga.blogspot.de/2012/07/tudo-depende-da-maneira-de-dizer.html

segunda-feira, 10 de junho de 2013

A Farsa dos Paes integrais - o que comemos?


paointegral É incrível a picaretagem de grande parte do segmento de panificação, e porque não dizer do setor alimentício em geral brasileiro.

Um dia desses passando pelas gôndolas de um supermercado  em Botafogo resolvi "espiar" a quantidade e variedade de pães à venda ; não costumo comprá-los, pois sou à moda antiga ... Gosto de fazer meu próprio pão. Entretanto, é obvio que estes são bem mais práticos, e ainda prometem (será que cumprem?) dentre vários tipos serem "light",  "integrais" , "ricos em grãos", etc. Ou seja, oferecem sabor, praticidade, nutrição eficiente e alimentos funcionais (que são promotores de saúde e diminuem o risco de certas doenças, provocadas pelo estilo de vida moderno, como diabetes, pressão alta , obesidade, colesterol alto, etc). Isso aconteceria se REALMENTE  esses pães tivessem em sua composição, e em quantidades mínimas adequadas, os alimentos que apregoam na parte da frente de seus pães.

Cheguei à conclusão de que, pelo menos no Brasil, nunca se deve ler o que diz o rótulo frontal do produto . Esse é só um chamariz de venda, e na maioria das vezes, não corresponde ao que se encontra dentro do produto ; o que de verdade importa é o que vem escrito atrás do rótulo, ou seja, os ingredientes e a tabela nutricional. Sei que, às vezes, pode ser complicado para o leigo entender a tabela nutricional, até porque essa segue um modelo internacional de medidas que não estamos familiarizados. Não obstante, já basta dar uma boa olhada nos ingredientes, assim  não dará para ser tão facilmente enganado.

Também sei que muitos não estão nem aí para se o pão ou o quer que seja é saudável ou não, cumpre o que promete ou não no rótulo; estão apenas preocupados com o sabor e/ou preço, e ponto. Porém, não seja "pato" pagando a mais por algo que não cumpre o que diz; pois é o que acontece. Visto que  esses pães ditos "integrais", "light", etc, são bem mais caros que muitos pães "simples", que não agregam alimentos diferenciais (farinhas e cereais integrais, etc) ou vem cheios de gorduras nocivas, açúcar refinado, sal em demasia, etc. Portanto, se você não está nem ai para a sua saúde, ao menos leve o pão mais simples e mais barato mesmo. O problema é todo seu. Só digo para não se deixar ludibriar por falsas promessas e pagar mais por menos.

Para aqueles que realmente estão preocupados com seu bem estar e alimentação equilibrada ,vou dar umas dicas de como escolher melhor seu pão, já que este faz parte de nossa dieta diária, e pode sim, ser fonte de poderosos nutrientes e nos proteger sem deixar de ser saboroso. E principalmente, para não levar "gato por lebre".

Primeiro não se deixe impressionar pelo belo rotulo e com milhões de promessas estampadas; são assim mesmo para criar impacto e nos fazer  crer que estamos diante de um produto “perfeito”. A tendência diante de um produto que se apregoa que é  “ light”, “integral” , “rico em grãos, seja linhaça ,centeio, quinoa,etc”, ou seja, 7 , 9 ,12 ,sei lá quantos grãos  , “sem gorduras trans “, “ sem açúcar ou gordura” ; é achar que este é o pão ideal... Mas , aí é que vem a estória , antes de colocar no  carrinho de compras , vire logo o pão e   leia atentamente os ingredientes . A surpresa será imensa e negativa , é claro...

Nesse supermercado, para se ter uma idéia das 6 marcas industrializadas apresentadas, com dezenas de pães diferenciados( com vários tipos de nutrientes  ) oferecidos por cada uma , apenas uma marca cumpria ( e com algumas ressalvas ) o que prometia no rótulo frontal .

Para se entender melhor: quando se diz que o pão é integral ou qualquer outro produto dito integral como massas, macarrão, biscoito, etc., eles devem conter  “farinha de trigo integral” nos ingredientes.



O que de verdade acontece, é que muitos são adicionados de “fibra ou farelo de trigo “( a mesma coisa ) à farinha de trigo convencional. Essa é a farinha branca industrializada, nossa velha conhecida , que agora, por obrigatoriedade é adicionada de “ ferro” e “ ácido fólico”. Porém, não se deixe enganar, se na composição não se achar farinha de trigo integral ; este não é pão integral, no máximo um pão adicionado de fibras . E não se esqueça que a  farinha de trigo( convencional )refinada , mesmo adicionada de ac.  Fólico e ferro é muito pobre nutricionalmente , e uma das grandes causadoras de obesidade , diabetes ,prisão de ventre,etc..O correto era que esse pão fosse chamado de pão adicionado de “fibras” e não de integral . Pura enganação. Ah, e o tal pão com farinha de trigo  e com fibra ou farelo sai bem mais barato e mais fácil para se produzir do que o feito com “ farinha de trigo integral”. Acho que vocês já sacaram o porquê de se prometer um produto e usar outro.


Um adendo, o pão feito com farinha integral é naturalmente rico em fibras, além de antioxidantes , vitaminas , minerais e carboidratos complexos . Já que a farinha integral é obtida através de um processo de moagem do grão do trigo realizado em moinhos de pedra  que preservam a combinação natural de suas três  partes : 1°farelo (rico em fibras), 2° endosperma (Fornece energia ,através dos carboidratos e proteínas ) e 3° gérmen (rico em nutrientes minerais e vitaminas) . Portanto , o farelo ou fibra  é só a parte externa do grão de trigo .

E atenção se vier mais de um tipo de farinha na composição do pão, como farinha de centeio, farinha de aveia, etc., pois são cereais saudáveis e agregam valor nutricional ao produto. Não obstante, a quantidade pode ser mínima, e como infelizmente, não há obrigatoriedade pela ANVISA (agência nacional de vigilância sanitária, que regulariza entre outros o setor alimentício) de se informar a quantidade destes no pão , fica difícil saber se realmente vale a pena pagar mais por algo que pode  não fazer muita diferença na composição do produto , e conseqüentemente para sua saúde.

Para se ter uma noção, achei apenas alguns pães que informavam a porcentagem de farinha de trigo integral e de centeio ; e cá pra nós a quantidade era ínfima  3% de centeio. Ou seja , a quantidade significativa ficava por conta da farinha de trigo adicionada de ac. Fólico e ferro ( a tal pobre em nutrientes, que usualmente temos em casa ) . Enfim , os nutrientes mais interessantes para o funcionamento do nosso organismo vinham em números ridículos... Outra “roubada” !

Convencionou-se entre os  fabricantes que o primeiro ingrediente  do produto é o de maior quantidade , e assim sucessivamente em ordem decrescente .Esse é outra ajuda ao escolher que pão comprar ; apesar de que não há muita fiscalização nessa área ,  desconfie um pouco ,e analise com todas as outras informações  disponíveis no rótulo.

E ainda , na área dos ingredientes , deve-se levar em conta que por ser um produto como qualquer outro industrializado ( a não ser que se opte por outros  pães que se acham em entrepostos ou loja de produtos naturais ) , este é repleto de conservantes , acidulantes , aromatizantes  , melhorador de farinha( é só observar no fim dos ingredientes ). E é obvio . Por que você acha que dura bem até 7 dias ou mais fora da geladeira , quando um pão feito em casa não suporta mais de 3 dias em temperatura  ambiente no verão , e já começa a mofar ? Portanto , conclui-se que  estes , mesmo  com grãos  e sementes saudáveis como quinoa , gergelim , aveia , linhaça , etc. , são repletos de substâncias químicas . E mesmo que se apregoe que são substancias produzidas em laboratório e seguras para o organismo , em excesso e com o tempo, entopem o organismo de lixo químico ( aumentando a quantidade de radicais livres que levam ao envelhecimento precoce das células gerando doenças degenerativas,como mal de Alzheimer, Parkinson,cânceres , etc.). Mas deixa isso mais para frente.

Falando em lixo químico , não pude deixar de notar a “ cara de pau “ desses empresários do setor de panificação e da alimentação em geral  ao continuar usando a “ gordura vegetal hidrogenada “  em seus produtos.  Para os desavisados ( será que alguém ainda não ouviu falar nos seu malefícios ? ) ou para quem ainda não se deu conta de que talvez , essa tenha sido o maior veneno produzido pela engenharia de alimentos nos últimos anos. Para se ter uma idéia , ela é proibida de ser produzida em todos os EUA desde Julho de 2007 e também na Europa ; mas por aqui só se fala em retirada aos poucos, e a Anvisa deu um prazo de mais de 1 ano para isso . Até lá , olho vivo em todos os produtos e , aqui especificamente, nos pães.

Relembrando, a gordura vegetal hidrogenada, ou mais comumente chamada de gordura trans ; é produzida em laboratório a partir de mistura de óleos vegetais que depois que recebem  catalizadores e passam por processo químico específico , fica com aparência sólida  ( é a hidrogenação ). É ainda  muito usada em margarinas , em produtos de padarias e lanchonetes , em frituras , em produtos prontos congelados , sorvetes , pipocas de microondas, etc...

A gordura trans é tão nociva para o organismo que não é metabolizada como qualquer alimento, mesmo os mais pesados de origem animal , como o colesterol da pele de frango ou das vísceras de ruminantes. E além de aumentar a gordura saturada e os triglicerídeos , ainda consegue o que nenhum outro produto de origem animal faz, abaixa o bom colesterol ( HDL );  que é o nosso  guardião  maior do entupimento das artérias.

FUJA das gorduras trans, e não estou exagerando não. Não consigo entender um governo que ainda  permite que uma aberração como esta ainda esteja sendo comercializada; e os empresários que ainda a utilizam a despeito de todos os seus malefícios são uns cretinos e mesquinhos. E se não bastasse, ainda mascaram sua utilização.

ATENÇÃO: muitos produtos ainda contém gordura trans, só que agora eles escrevem, “gordura vegetal”, ou seja, tiraram a “hidrogenada”. Ou então, dizem que “não existe gordura trans na porção“. Outra enganação, quando você for ver, a porção é pequena, 1 ou 2 fatias de pão, e mesmo que você consumisse menos que isso ao dia, não se esqueça que a gordura trans não é metabolizada facilmente pelo organismo.

Conclusão, ela vai entupindo lentamente as artérias, e causando a deletéria gordura abdominal (visceral); comprovadamente causadora de infartos, derrames etc.. E por que vocês acham que ainda se usa a “gordura trans“ na indústria de alimentos em geral? Acertou quem pensou que é porque ela é extremamente barata, fácil de trabalhar, e ainda dá uma aparência “artificialmente“ macia e desengordurada aos alimentos. Mas é pura gordura nociva e assassina!!! Para provar isso, e não acharem que estou “fazendo terrorismo“, há alguns anos, algumas  universidades americanas, inclusive  Harvard em Boston, fizeram um experimento. Numa grande sala se colocou alguns hambúrgueres e batatas fritas de lojas de “fast-food” espalhados nos cantos, sendo que apenas um hambúrguer e um prato de batatas eram feitos com gorduras trans, os outros não. Depois disso , um rato muito faminto foi solto na sala sozinho e monitorado por câmeras (devo esclarecer que fazia parte desta pesquisa, e que o rato em questão foi pego com uma grande gaiola com um alimento dentro e uma armadilha na entrada. No instante que, o rato toca o alimento, a porta se fecha automaticamente, sem nenhum dano ao animal. Inclusive, a Universidade de Harvard, assim como, a grande maioria de universidades de renome americanas é contra qualquer tipo de testes em animais, especialmente os que os maltratam, secccionam ou constranjam os animais. A pesquisa que fizemos foi a partir da observação de que, os ratos não comiam os restos de alimentos de muitas cadeias de "fast food", deixados nas lixeiras ou pelo chão. E após o teste em questão, devolvemos o rato intacto para as ruas, sem nenhum tipo de crueldade). Ele foi a cada prato, cheirou e comeu as batatas fritas e os hambúrgueres, exceto os que continham a gordura trans.

Esses ele cheirou por algum tempo, não tocou, e foi a procura de outros pratos. Conclusão, ele “identificou-os“ como veneno, e preferiu se manter afastado. É, ainda bem que ele tem faro. Bem, quanto a nós... Nós é que somos as cobaias dessas gorduras monstruosas criadas em laboratório.

E algumas indústrias alimentícias estão substituindo a gordura trans por “gordura vegetal interestificada“; elas passam pelo mesmo processo da gordura trans, porém esta é descartada, há um acréscimo de óleos vegetais, e ao passar por processo químico especifico (a interestificação), se transformam em “gordura sólida“. Má noticia, pode não  haver gordura trans; não obstante, o processo químico produz muita gordura saturada. Portanto, ao ver nos ingredientes “gordura vegetal interestificada“ ou somente “gordura vegetal“, vá com calma, e saiba que mais uma gordura nociva foi desenvolvida contra sua saúde.

Voltando aos pães, também é importante salientar que muitos apregoam que levam aveia , linhaça , girassol ,gergelim , etc. ( enfim, sementes muito saudáveis ) , porém a grande maioria se encontra somente na casca ( na parte externa da fatia , que a circunda ; sendo que muitas pessoas tem até o hábito de retirar essa parte) . O correto , para o melhor aproveitamento nutricional , eram que estes viessem adicionados na massa de pão ; e não somente alguns poucos “gritz ” ( grãos ) dessas sementes salpicados na sua casca .

E principalmente, em relação à linhaça e quinoa , muito em voga , devido as pesquisas que atestam seus benefícios à saúde , a sua quantidade nos pães quando não indicada pode ser irrelevante. E deveria ser obrigatório , que viesse ao lado de cada um desses ingredientes a sua porcentagem total para a avaliação do consumidor. Apenas encontrei um ou outro pão, que teve  a coragem de colocar na lista  de ingredientes , a quantidade total de linhaça ( 0,5 % ) . Por isso , que a grande parte dos fabricantes oculta a quantidade desses grãos . É claro que essa quantidade é irrelevante em termos de aproveitamento nutricional ; mesmo que se comesse o pão inteiro. Você pagará mais caro por quase nada a mais .

E também em relação  aos benefícios proporcionados pelas sementes de linhaça , especificamente falando , como as gorduras ômega 3, 6 e 9, importantes agentes antioxidantes e anticancerígenos ; só conseguem ser plenamente absorvidos pelo intestino quando levemente trituradas . Então , não adianta nada levar um pão ou o quer que seja , em que a linhaça venha como “semente” ; o ideal , é que ela tenha sido usada como “ farinha de linhaça “ .Nesse caso , as benesses da linhaça serão amplamente utilizadas pelo organismo. Não esqueça de observar esse detalhe muito importante ao ler os ingredientes do pão.

E para aqueles que gostam de pão de "centeio", ou "tipo alemão", ou chamam de, "hamburguês" ou "pão preto"; alguns cuidados necessários ao adquiri-los. Apesar de levar farinha de centeio , um cereal muito rico em vitaminas e sais minerais , esses pães também contém muita farinha branca industrializada ; e como não aparece a sua quantidade no rótulo , como saber se a quantidade de farinha de centeio é realmente significativa ? Siga o rotulo para se certificar de que leve outras farinhas de carboidratos complexos ( de trigo integral , de aveia , de milho , de quinoa , etc. ). E a cor bem escura não é garantia de que leve muita farinha de centeio ou outro integral , já que muitos desses pães levam “ mel “ na sua composição ; e alguns industrializados  são acrescentados de corantes . Olho vivo !

E atenção com os “ pães bem finos “ , os chamados de “ RAP “, muito em moda atualmente , que provem do  “Wrap” ,  que traduzindo do inglês para o português significa literalmente “ embrulho “ . Se parecem muito com uma panqueca ou pão árabe , e por serem bem fininhos são vendidos como “ light “, “ low carb “ ( pouco carboidrato ) etc.. Seria maravilhoso se fosse assim como apregoam , uma ajuda e tanto para quem ama sanduíches, mas se preocupa com a balança ; não obstante, todas as marcas industrializadas que achei levavam gorduras trans . Ex: Rap 10  da Pullman - Bimbo , tanto o tradicional , quanto o “ light “ .

Esse cuidado também deve ser seguido ao adquirir o pão árabe. Procure o integral ( mais  saudável ) e veja se leva “ gordura vegetal “ . É a tal “ trans “ “disfarçada “  ou “ interestificada “ . Também não se engane com todos os pães de "fabricação própria" dos supermercados “ Sendas” ,“ Pão de Açúcar “,“ Prezunic “,“ Zona Sul “,”Mundial”, etc., das  padarias e confeitarias em geral , dos “ Hortifrutis “ , e outros estabelecimentos comerciais de grande porte , pois estes estão cheios de “ irregularidades “ : usam gordura vegetal hidrogenada ( trans ) , seus pães integrais nada mais são do que feitos com farinha de trigo refinada adicionada de farelo, são cheios de aditivos químicos , etc.. Enfim , vocês já sabem... E não se  deixem levar pela “ bela  imagem “ de  muitos mercados , em que os padeiros trabalham e assam os pães  atrás de um vidro transparente , à vista dos clientes . Parece uma imagem “bucólica “ , de um trabalho bem rústico, caseiro mesmo . Ledo engano . Aquele padeiro antigo que dissolvia o fermento , juntava a farinha , e a água aos poucos até dar o ponto do pãozinho francês  não existe mais ; pelo menos nesses grandes “ mercados “.

Primeiro , todos os pães já vem com a “ mistura pronta “ industrializada ; do tipo que podemos achar nos mercados atualmente. Ex. : mistura pronta para fazer “ pão integral “ ,”sonho“,” bolo “, para “ bolinho de chuva “, para “ pizza “etc. O padeiro só acrescenta água ou mais algum tipo de gordura , o recheio e/ou cobertura ( também já prontos ) coloca no maquinário para bater , depois molda na máquina ou na mão , e leva ao forno .

O problema são essas “ misturas prontas “ para tudo . Por serem industrializadas , e conseqüentemente, voltadas para o comércio em larga escala , são repletas de substâncias químicas . Elas devem durar mais , terem cor , cheiro , textura , aparência , e claro , o gosto bem acentuado que “ seduzam “ o cliente. Para isso tudo , só mesmo muito produto artificial...

Portanto , não se iluda com aquele inocente pãozinho francês saído quentinho do forno. Ele não é mais feito com farinha , água , fermento , sal e açúcar , como antigamente... Hoje , ele também leva gordura trans e/ ou manteiga , conservadores diversos , reforçador de pão , etc. ; e sabe-se mais o quê ? Não duvido nada que algumas indústrias ainda usem o “ bromato de potássio “  e/ou  “ carbonato de sódio “ , dentre outros ; proibidos pela ANVISA , desde 1997 , de serem usados em qualquer quantidade nas farinhas , no preparo das massas  e nos produtos de panificação em geral . Estes aumentam artificialmente o tamanho dos pães , em até  30 %  ; com a casca se tornando mais pesada e o pouco miolo do pão , quando cortado com faca se esfarela .

O KBr03, mais conhecido como “ bromato de potássio “, é uma substância oxidante , altamente cancerígena . E infelizmente , como ainda é permitida em países vizinhos , como a Argentina, muitos panificadores e empresários inescrupulosos trazem essa substância maléfica  para a composição dos pães que produzem aqui .

Outro cuidado importante , mas muito negligenciado , é em relação à quantidade de sal ( no rotulo vem escrito  Sódio , ou seja , cloreto de sódio ) encontrada nos  pães . Apesar do sal  ser fundamental para o bom funcionamento do organismo , já que é importante para o equilíbrio dos fluidos corporais e na transmissão dos impulsos nervosos ; em excesso , é mesmo considerado por si só um dos fatores de risco para problemas cardíacos . Também em demasia colabora com a retenção de liquido no organismo , nos cálculos renais , nas doenças da tiróide , na pré-eclampsia em grávidas , e aumenta a pressão arterial em pessoas com tendência . E irrita a mucosa do aparelho digestivo de tal maneira que provoca lesões capazes de evoluir para um câncer . Conter o consumo de sal protege o coração mesmo dos que não são hipertensos , e evita danos respiratórios , como crises de asma ; alem de manter o estomago sadio , longe de gastrite e ulceras .

E muitos dos pães que analisei apresentavam quantidades elevadas de sal na sua composição . Se não bastasse , uma pesquisa feita há algum tempo com os sanduíches de uma empresa de “ fast food “ continham mais  de 80 % de sódio recomendado para ingestão segura .

E como usualmente acrescentamos ao pão, um creme vegetal, ou pasta de soja ou maionese ou requeijão vegetal, enfim, a maioria tende a ter sal; a atenção tem que ser redobrada para não extrapolarmos a quantidade de sal recomendada.

A recomendação é que adultos ingiram de 4 a 6 gramas de sal por dia ( uma colher de chá rasa de sal ). Idosos e crianças devem consumir menos . O idoso , aproximadamente 5 gr ; e crianças até os dois anos de idade, o sal não deve ser adicionado à dieta . O brasileiro , em geral , consome o dobro do ideal .

O sódio não é sinônimo de sal. Visto que 6 Gr de sal equivalem a 2,4 gr de sódio . Fique atento na hora de ler o rotulo dos alimentos : eles trazem a quantidade de sódio , e não de sal . A analise dos pães  em geral se refere à 50 gramas , que pode ter a equivalência  de uma até três fatias , que dependerá de seu tamanho ( nas marcas mais tradicionais do mercado equivalem a duas fatias ) ; e estas estão com os valores nutricionais expressos em mg ( miligramas ) . Para facilitar, a recomendação diária é de 2400 miligramas de sódio .Para se ter uma idéia  1 grama de sal contém 400 miligramas de sódio.

Segue abaixo a lista de todas as marcas de pães que analisei para facilitar sua escolha na  próxima compra :

1- PÃO DE FORMA TRADICIONAL: “ Wickbold “ , “ Plus Vita “,” Van Mill”
“ Nutrella “ , “ Qualitá “, “ Q-Pão , “ Energia , “ Tica “, “ Panco “ ,
“ Golden Vital “ , “ Tradição “ .

Além de serem pobres em nutrientes ; TODOS , sem exceção , levam gorduras TRANS . Se mesmo assim , você prefere consumir este tipo de pão, por ser mais barato e/ou achar mais saboroso , OPTE pelos que tem a versão “ LIGHT “ . Pelo menos você estará livre da gordura trans ; mas ainda sem o acréscimo de substâncias saudáveis .

2 -  A marca de pão de forma “ WICKBOLD “ é a com maior número de IRREGULARIDADES . Ou melhor dizendo , “ falcatruas “ mesmo . Exceto os “ light “ , todos levam “GORDURAS TRANS”  nas suas composições . E nenhum de seus pães que se dizem integrais , o são de verdade . São simplesmente pães adicionados de fibras . E até seus pães da linha  “multigrãos  “, o “ Grão Sabor “ ( granola e iogurte, girassol e castanha, etc. ) , que a priori deveria ser o mais “ completo “, nutricionalmente falando (apesar de levar iogurte, que é um produto de exploração animal), não leva farinha de  trigo integral , e sim , a farinha de trigo refinada ( mais nociva à saúde ) ; além de gordura trans . E seu pão “ linhaça integral “ , não é integral , e  também , não leva “ farinha de linhaça “ , somente a semente , o que prejudica sua absorção adequada pelo organismo . Sua “ bisnaguinha “ leva gordura  trans , coitada das crianças . Sua torrada também.

A “ Wickbold “ lançou há algumas semanas  a “ broa de milho “ , e para variar também contém trans . Não tem jeito mesmo...

Seus pães também são cheios de sal , nenhum tem menos de  250 mg de sódio na porção de duas fatias , inclusive sua linha  “ light “ e “ Grão Sabor “ . Alguns exemplos : light tradicional - 265 mg ; light integral - 268 mg ; tradicional - 293 mg  ; pão preto - 293 mg .

A sua linha de “ pão alemão “  (  “Brot “ ) importada  da Alemanha ; não leva aditivos químicos , só fermento biológico . São três pães : - “ Volkorn-brot “ 100 % integral . Leva centeio (64 %) e sal .Uma fatia  ( 50 gr ) tem 195 mg de sódio .  “ Fitness-brot “ - 100 % natural .Tem centeio integral( 30 % ), aveia (19 % ) , farinha de centeio  ( 9 % ) , germe de trigo (1 %) e sal . E como tem sal : 245 mg por 50 gr ( meia fatia ).  “ Korn-brot “ - 3 grãos, contém centeio ( 46 % ) , aveia (3 %), farinha de centeio  ( 7 % ) , cevada ( 3 % ) , semente de linhaça  ( 3 % ) , gergelim ( 0,4 % ) e sal . Também teor de sódio elevado : 250 mg em 50 Gr ( meia fatia ) . Apesar do teor de sal alto nos dois últimos pães , e de faltar  algumas informações  precisas quanto aos  “ cereais “ , são bons produtos ( é claro  , não são produzidos no Brasil   pela “ wickbold “ ) . O problema é o preço: R$ 10,00 em media cada pão .

Por  mim , ou  a “ Wickbold “ modifica toda a sua linha , ou deveria ser fechada , banida do mercado . Como uma  marca tão tradicional e renomada no segmento de pães de forma  pode agir de forma tão irresponsável  e enganosa ???

3 -  Se existe a preocupação com a quantidade de SAL que se ingere , evite os pães com mais de “ 200 mg “de sódio por porção ( 50 g ou 2 fatias) . Pois não se esqueça que ainda se acrescentará o recheio , que também levará sal , e que você consumirá mais  sal ao longo do dia em outras refeições . E a tendência a extrapolar os valores ideais e seguros para a saúde é muito grande . Infelizmente , todos os pães de forma tradicional  no mercado tem a quantidade de sódio acima de 200 mg por porção (em 2 fatias ).

O “ Van Mill “ foi o de maior valor de sódio , absurdos 409 mg na  porção. É muito sal ... Imagine ainda com uma pasta de soja ou requeijão vegetal com muito sal. A quantidade de sódio passará de 900 mg , fácil , fácil . E se as outras refeições forem ricas em sal , a quantidade diária de sal ultrapassará facilmente os 6 gr de sal  ou 2400 mg de sódio . Se você  tem tendência  à pressão alta ou se preocupa com sua saúde, preste atenção nos valores do sódio dos pães .

Alguns valores de sódios em diferentes marcas de  pães:

- “ Wickbold “ -  Sem comentários !
“Qualitá” tradicional : outro bem alto , 347 mg na porção .
- “Firenze “ :  em geral , usa uma taxa um pouco acima do ideal de sal em seus pães . Por exemplo  seu  pão “ integral  light “ tem 228 mg na porção.
“Milani “ :  “light integral” - 240 mg ; “ soja light “ - 260 mg ; todos com valores  acima do desejado .  Porém , surpreendentemente seu pão de forma tradicional tem 182 mg de sódio nas duas fatias . Um valor correto , apesar de ser um pão pobre em nutrientes .
- “Nutrella” :linha “Nutella Vitta natural 100 % “, o de “Grãos e castanhas” tem 136 mg ; o de “ ameixa e iogurte “ tem 143 mg ; o de “ 14 grãos “ tem 169 mg . Todos tem valores de sódio dentro dos limites , porém não são pães “100 % “ integrais , como apregoam nas embalagens.
- “ Bread life “ Pães especiais  : “ light centeio “ - 203 mg  ;  “light integral “ - 255 mg .
- “ Always “ : “Tradicional redondo  light e convencional ” - 18 mg de sódio na porcão ; apesar do valor baixíssimo , deve-se observar que este pão é bem menor que os outros .
- “ Pão do Bento “ : “ 70 % integral “ - 240 mg . Apesar de excelente pão ,  tem muito sal .
- “ Plus Vita “ : “ 12 grãos  light “ 100% integral - 224 mg . Outro bom pão  , mas com sódio elevado. “ Trigo “ 100 % integral, linha light - todos tem 163 mg . Bom pão , com valor de sódio baixo . Boa opção para quem quer fugir do sal em excesso , porém ainda não é o pão ideal .
- “ Pão com Arte : “100 % integral “ - 40 mg  . E “ 7 grãos “ - 44 mg . Deve-se levar em conta que seu tamanho de pão de forma é menor que o convencional . Mesmo assim , seus valores de sódio são bem ínfimos , e seus pães excelentes ! Consumam sem restrição !
- Já o pãozinho francês de 50 gr tem em média 157 mg de sódio.

3 -  “ Bisnaguinhas “ : Muitas crianças costumam comê-las , principalmente como lanche . Além de serem pobres nutricionalmente , já que só levam farinha de trigo refinada , são cheias de açúcar e gordura trans . Ex :”Golden vital “ , “ Panco “ , “ Plus Vita “ , “Jack” . A bisnaguinha “ Nutrellinhas “ da marca “ Nutrella “ é a única que usa óleo de girassol ( gordura poliinsaturada – saudável , ajuda a baixar o colesterol ) , apesar de também levar açucar e farinha refinada .

Os pães de “ hambúrguer “ e de  “ hot-dog” também devem ser bem lidos antes de se escolher qual comprar . As marcas “   Plus vita “ , “ Nosso Pão” , “ Panco “ etc. também estão cheias de gorduras pouco saudáveis , de açúcar e de farinha refinada.

Enfim ,  ao consumir “ Bisnaguinhas “ , “ pão de hambúrguer “ e de “ cachorro quente – hot dog “, o façam em ocasiões especiais , principalmente pensando no equilíbrio nutricional da dieta das crianças .

4 - Análise breve das principais marcas de pão encontradas nos mercados :


-  “ Nutrella “ :  - “iogurte , cenoura e mel “, light linha especial ( farinha de linhaça - 1 % ; cenoura in natura 7 % ;  farinha integral 7 % ) . Dá para ver que as quantidades de cereais são  irrisórias . O mesmo acontece com o de “ iogurte , maça e banana “ ( fibra de maça 0,1 % ) Além de usar iogurte e mel, que são produtos de exploração animal.  Outros pães da “ linha especial “ , como o “ pão ômega “ e o “ 7 grãos “  , levam açúcar e farinha refinada .  Além de  óleo de canola  , que muitos não sabem , mas é um produto transgênico ,  ou seja , não existe na natureza , é uma criação de laboratório . E ao contrário do que se apregoa, tem gordura saturada e vegetal hidrogenada ( a maléfica “ Trans “ ).

Sua linha de “ pão preto “ ( schwazbrot ) traz a porcentagem de seus grãos integrais , que deveria ser regra em todos os pães .Não obstante , como vocês mesmo verificarão  a seguir , apesar da  variedade de cereais  , a quantidade destes  é mínima . Ele tem 1 % de farinha  de linhaça , 6 % de farinha integral , 6 % de centeio , além de açúcar . Então , chega-se à conclusão de que a maior  parte de carboidrato corresponde à farinha convencional . Seu pão de batata também é pobre em nutrientes e leva gordura trans . E seu “pão de canela e passas “ tem açúcar refinado e gordura trans .

E acaba de sair no mercado uma linha nova da marca , “Nutrella Vitta Natural 100% integral “ com três tipos de pães : “grãos e castanhas” , “14 grãos “ e “ameixa com iogurte” .Infelizmente , continuou a enganação .A promessa de ser “100 %  integral “ não é verdadeira,já que apesar de levar grãos e cereais integrais , também leva farinha refinada , e não há sequer a porcentagem destes na confecção de seus pães. Como saber se a quantidade de ingredientes saudáveis é significativa ou não ? E também , leva em média uma quantidade razoável de gordura total para duas fatias de pão de forma : 2,0 gr . Mesmo que esta provenha de uma fonte saudável , deve se acrescentar o “recheio” , que na maioria das vezes , também levará algum tipo de gordura , e para os que estão de dieta ou os que querem manter o peso, significará outro entrave . Deixe mofar na  prateleira  do mercado.

Dessa marca , só se salva o  pão   “ Soja light Nutrella ( que leva flocos , fibra e extrato de soja , germe de trigo e  farinha de linhaça  ). Sua fatia tem somente 35 kcal ; e baixo teor  de sódio , 94 mg  cada fatia . Recomendo para  quem quer aproveitar os benefícios da soja , por ser rica em proteína , cálcio e nas isoflavonas , que atenuam os sintomas da menopausa e da TPM nas mulheres ; e por ser abundante  em  “ folato “ , uma vitamina capaz de diminuir o risco de problemas cardiovasculares .

- “ Firenzi “ : Seus pães da linha light “ 7 ,12 grãos “ ,“ iogurte”, “ aveia “, “integral “ e “ soja “ , são mesmo light , não usam açúcar ou gordura. Não obstante , levam muita farinha refinada , e quando usam a semente de linhaça  , esta não é triturada .  Não vale o investimento .
- “ Golden Vital “ : “integral “ . Também leva gordura trans , e não tem nada de integral , é mais um pão de farinha refinada adicionada de farelo do trigo . Mantenha distância .
“ Barão de Petrópolis “ : Toda sua linha “ light ” , realmente não contem açúcar refinado e gorduras . Entretanto , toda a linha dita integral ( “Granola” , “Light 5 grãos “ ,  “ Integral light “ ) , não corresponde à verdade , como o caso acima . É adicionada somente 8 % de fibras à farinha refinada .Zero de farinha integral . Passe direto dessa marca .
- “ Gran finale “ : pão “ light integral “ .O mesmo caso anterior. Nem pensar.
- “ Bread Life “ : “ Light centeio “  e “ Light Integral “ . São light , porém levam muita farinha de trigo refinada . Esqueça .
- “ Milani “ :  “ Multi light cereais “ . Este mostra a quantidade de grãos , donde se conclui , que o grande percentual é de farinha de trigo refinada . Vejam : farinha integral - 2 % ;  semente de girassol e gergelim - 0,5 % cada ; soja , aveia - 2% cada , etc.. E o de “ soja light “ , apesar de ser light , também leva muita farinha refinada .  Não perca seu tempo
- E todos os de fabricação própria dos supermercados ditos integrais , 5 ou 7 ou 12 grãos , light ou não ; Não compre. Até podem ser light ( isso realmente está sendo respeitado ) , mas o que dizer da quantidade ínfima de cereais , e de se usar em excesso a farinha refinada , e ainda , de uma infinidade   de aditivos químicos como “ conservadores “ diversos   ou “propionato  de cálcio”,  “emulsificante polisorbato 80 “ ou “ goma guar “ , “ monoglicerídeos“ , e outros mais . Está lá no fim da lista de ingredientes . É só ler .Também , são repletos de sal ; parece padrão do mercado . Mesmo sendo mais baratos que outras marcas , desconfie e evite .
- “ Plus vita “ :Apesar de ser industrializado, e consequentente ser repleto de aditivos químicos , tem uma linha  “ 100 % integral  light “ muito boa . Realmente é light e totalmente feito de cereais integrais . O que atrapalha é a falta do percentual de cada um de  seus grãos no rótulo , para uma análise mais precisa . Dentre os pães de forma industrializados essa marca é a mais correta. Indico os “light 100 % integral “:  - “ 12 grãos “ e o  “linhaça e quinoa”. Esses dois são em média mais caros que a grande maioria, valor aproximado de mercado de Cr$ 3,50 a  5,00. E para engrandecer mais a marca, suas embalagens plásticas são 100% biodegradáveis, não poluindo nossos rios, mares, etc.. Outro ponto para a “Plus Vita”! Vale o investimento !

5- Pães artesanais : São difíceis de achar nos supermercados , porém fáceis de comprar nos entrepostos e lojas de produtos naturais ,  como “ Mundo Verde “ , etc.. São mais caros , já que muitos não tem como competir por preços mais baixos de seus insumos , e também como usam produtos diferenciados ( alguns usam produtos orgânicos , e quiçá um dia , a grande maioria  se volte para este cultivo e produzam pães 100 % ecologicamente corretos ) ; mas , por enquanto , o seu custo ainda é maior . Também são isentos de aditivos químicos , o que diminui sua validade . E por ser uma produção pequena , muitas vezes caseira , nem sempre se achará facilmente na loja que se costuma comprar. O ideal é fazer encomenda e /ou reserva com antecedência na loja . No mais , são mais digestivos e dão uma sensação de saciedade fantástica . Apesar dos pães artesanais integrais serem mais “ duros “ que os industrializados , já que não levam “emulsificantes “ , que os deixam artificialmente mais macios ,  são mais saborosos e fáceis de identificar o sabor característico de seu grão . É só uma questão de hábito para se perceber o quanto é gostoso e saudável os pães artesanais . Indico todos abaixo , que apesar de mais caros , que a maioria , em media R$ 6,00 ; são verdadeiros guardiões e protetores da saúde . Um excelente investimento a longo prazo . Quem sabe você não estará economizando no remédio de amanhã  ?
- “ Pão com arte ” 100 % natural  e integral : sem adição de açúcar e gordura . Consuma à vontade .
- “ Pão com arte 100 % natural ” “ 7 grãos light “ - Com farinha integral , linhaça , semente de girassol , centeio , aveia , fibra de  trigo e soja . Sem adição de açúcar e gordura . O único porém desse pão é o fato da linhaça não ser triturada , e não vir a quantidade de cada cereal . Mesmo assim , vale levar para casa .
- “ Pão do bento “ integral 100 % - Sem adição de açúcar e gordura. Consuma sempre .
- “ Pão do Bento ” Integral 70 % - Sem adição de açúcar e gordura . É indicado para aquelas pessoas ou idosos que ainda não tem o habito de comer os cereais  integrais , ou para aqueles que tem dificuldade em mastigar grãos mais duros . Os outros 30 % de farinha refinada tornam o pão mais macio , e não comprometem , pela sua quantidade , os benefícios do trigo integral . Quem sabe depois não se passe para o 100 % integral ?
“ Pão da Beth ” Integral puro - Sem adição de açúcar e gordura. Sem restrições .
- “ Pão da Beth ” Integral Centeio light - Sem adição de açúcar e gordura . Vale a pena investir.
- “ Pão dos 5 cereais “ da panificação Hamburgo “- Contém farinha integral, cevada em grãos, aveia em flocos, centeio, semente de linhaça, água, sal e conservante ácido sódico. Bom pão!

Procure alternar os pães, durante uma semana coma  o integral puro , na outra um rico em grãos , depois só de centeio , depois de soja , etc.. Desse modo não há o perigo de se enjoar ao comê-los todos os dias, e se  estará acrescentando nutrientes sempre variados e saudáveis ao organismo .

Agora só cuidado com o que você passará no pão ... Senão não há cereal ,  semente ou grão integral que dê jeito!!!!!

JAQUELINE LOUIZE
Consultora de nutrição e gastronomia, Educadora física com formação em balé, ioga e treinamento desportivo.


http://ecocheervegan.com/site/index.php?option=com_content&view=article&id=67%3Aa-farsa-dos-paes-de-forma-integrais-&catid=40%3Anutricao&Itemid=98

Blog protected , do not copie

Page copy protected against web site content infringement by Copyscape